Pesquisa do IBGE aponta que setor de serviços tem pior resultado desde 2011

6,9% de queda do volume de serviços em comparação com o mês de fevereiro, impulsionado pelo isolamento social adotado por diversos estados para conter o avanço do coronavírus.

Entre as atividades que registraram queda em março estão os serviços prestados às famílias (-33,4%), com a interrupção parcial ou total do funcionamento de estabelecimentos como restaurantes e hotéis, segmento que teve queda de 30% em relação a fevereiro deste ano.

O outro recuo veio dos serviços profissionais, administrativos e complementares (-3,4%), explicado, em grande parte, pela perda de receita das empresas de administração de programas de fidelidade; agências de viagens; vigilância e segurança privadas; gestão de ativos intangíveis; e atividades técnicas ligadas à engenharia.

Os principais impactos do isolamento começaram a ser sentidos nos últimos 10 dias de março, quando as paralisações começaram. Segundo Lobo, "aos poucos os governos locais foram tomando medidas mais fortes no sentido de se praticar o isolamento social e com isso algumas empresas de setores considerados não essenciais, como restaurantes, acabaram tendo que funcionar de forma parcial, muitas vezes migrando para o sistema de delivery, mas os hotéis não têm essa opção e acabaram fechando”.

Houve queda de 2,7% em comparação com o mês de março de 2019. O setor acumula queda de 0,1% em 2020 e alta de 0,7% nos últimos 12 meses.

Fonte:IBGE/https://noticias.r7.com/economia/

Tel:  (24) 2242-1558

End : Rua Washington Luiz, 391

Petrópolis - Brasil

@2018 Jornal dos distritos

  • Google+ - Círculo Branco
  • Facebook - White Circle