Projeto Samuzinho nas Escolas é lançado pelo município


Além da prevenção de acidentes, o programa visa ainda despertar noções de cidadania e o combate ao trote. “Hoje, 35% dos chamados para o SAMU são trotes. E estas ligações para o 192 acontecem em sua grande maioria no horário de saída das escolas”, contou Renato Duarte Pereira, coordenador do Núcleo de Educação Permanente (NEP) e socorrista do SAMU.

Nesta primeira escola, o programa atingiu 210 crianças, alunos do primeiro segmento do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano). Eles receberam instruções sobre como evitar acidentes domésticos, como funciona o Samu e quando o serviço deve ser acionado; noções de segurança no trânsito e ainda sobre como o trote é prejudicial. “As crianças acabam virando multiplicadoras do que aprendem na escola. Quando veem um adulto usando o telefone celular ao dirigir, por exemplo, e sabem que é errado, chamam a atenção”, exemplificou Renato.

O programa Samuzinho nas Escolas conta com um mascote, o Samuzão, que é a alegria da garotada. O resultado positivo desta primeira experiência dentro de uma unidade escolar mostrou que o programa tem um grande futuro pela frente. Os instrutores do programa são voluntários que passaram pelo curso de Atendimento Pré-Hospitalar e Suporte Básico de Vida. No próximo ano letivo, terá início o cadastro das escolas que receberão o programa.

#Saúde

Tel:  (24) 2242-1558

End : Rua Washington Luiz, 391

Petrópolis - Brasil

@2018 Jornal dos distritos

  • Google+ - Círculo Branco
  • Facebook - White Circle