Começa hoje a Festa Literária da Serra Imperial


Um dos destaque da FLISI 2019 – Festa Literária da Serra Imperial será o lançamento o livro “Chamado da Selva: correspondência entre Curt Nimuendajú e Herbert Baldus”, fruto de pesquisa e organização de Elena Welper, com tradução de Peter Welper e coordenação editorial de Cristina Oldemburg.

O livro será lançado logo após a mesa “Da Literatura a Etnografia: Influência do Romantismo na Antropologia”, marcada para hoje, dia 2 de outubro, a partir das 17h, no Museu Imperial.

O livro resulta de um longo trabalho de pesquisa e tradução de manuscritos do arquivo Curt Nimuendajú, que fazia parte do Museu Nacional do Rio de Janeiro, que pegou fogo em setembro do ano passado e perdeu a valiosa coletânea de 90 cartas, ou seja, correspondências estabelecidas entre os dois maiores nomes da antropologia teuto-brasileira: Curt Nimuendajú e Herbert Baldus. Elas foram salvas e podem seguir para eternidade através de todo o trabalho de elaboração da obra “Chamado da Selva”, que teve início em 2016.

Paulo Knauss de Mendonça, diretor do Museu Histórico Nacional (MHN), unidade do Instituto Brasileiro de Museus, no Rio de Janeiro (RJ), ficou entusiasmado com a obra, não somente pela importância do registro dos dois grandes antropólogos que marcaram época, mas por guardar conteúdos valiosos de documentos que foram perdidos no trágico incêndio.

A programação completa da Flisi 2019 pode ser consultada no site http://flisi.com.br/, onde também podem ser feitas as inscrições para participar das atividades.

#programaçãocultural

Tel:  (24) 2242-1558

End : Rua Washington Luiz, 391

Petrópolis - Brasil

@2018 Jornal dos distritos

  • Google+ - Círculo Branco
  • Facebook - White Circle