Petrópolis marca presença no seminário que busca promover a inclusão social e erradicação da evasão escolar

17/06/2019

“Educação é Proteção contra a Violência”. Esse é o tema do seminário realizado nessa segunda-feira (17.06) pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e a Cidade Escola Aprendiz, responsáveis pelo Programa Busca Ativa Escolar, plataforma que auxilia governos, estados e municípios a identificar casos de evasão escolar. Petrópolis, que aderiu a plataforma nesse ano, marcou presença no evento, realizado no Museu do Amanhã e no Museu de Arte do Rio de Janeiro. O objetivo do seminário, segundo os organizadores, foi o de chamar atenção sobre a educação como estratégia fundamental de proteção da vida e prevenção de diferentes tipos de violências contra crianças e adolescentes.

Petrópolis tem hoje 543 casos em andamento e 392 registros de (Re)matrícula registrados no Busca Ativa, ou seja, são 543 casos que estão sendo analisados pelas equipes das secretarias municipais que estão à frente do programa – Educação, Saúde e Assistência Social – e 392 casos em que as crianças que estavam fora da escola voltaram a frequentar o ambiente escolar, em um universo superior a 42 mil alunos.

“A plataforma auxilia o poder público na busca por informações dessas crianças. As diretoras das unidades escolares alimentam o sistema com informações sobre as faltas do aluno e os dados atualizados permitem o acompanhamento de cada caso pela Assistência Social e Secretaria de Saúde, ou seja, um trabalho integrado que vem obtendo resultados satisfatórios no nosso município", explica a secretária de Educação, Marcia Palma.

 

No primeiro dia do Seminário, foi apresentado um cenário da educação como prevenção das violências, com dados e recomendações sobre como o Brasil pode avançar na implementação de uma agenda de proteção. Já na terça-feira (18.06), no último dia do evento, será discutido o enfrentamento da exclusão escolar – uma violação de direitos que atinge mais de 2,8 milhões de crianças e adolescentes no Brasil (Pnad/IBGE, 2015).

Sobre o Busca Ativa

O Busca Ativa Escolar foi desenvolvido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), o Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e o Instituto TIM. Após a implantação do Busca Ativa Escolar no município cada Secretaria ou grupo mantém um papel específico, que vai desde a identificação de uma criança ou adolescente fora da escola até a tomada das providências necessárias para a matrícula e a permanência do aluno ou aluna na escola. Os diretores alimentam os dados dos alunos e monitoramento de frequência é regular. Decorrido um ano e não tendo sido constatado problema com a criança ou o adolescente (re)matriculado, o caso recebe o estado Concluído. Caso seja verificada a evasão, o caso recebe o estado Fora da escola. Todo o processo pode ser feito pela internet e a ferramenta pode ser acessada em qualquer dispositivo, como computadores de mesa, computadores portáteis, tablets, celulares (SMS) e smartphones.

 

 

Curtir
Please reload

Tel:  (24) 2242-1558

End : Rua Washington Luiz, 391

Petrópolis - Brasil

@2018 Jornal dos distritos

  • Google+ - Círculo Branco
  • Facebook - White Circle