Dia Mundial do Meio Ambiente contou com uma série de atividades na Praça Dom Pedro nesta quarta-feir


. Foram entregues para a população cartilhas de educação ambiental com informações sobre a Reserva Biológica do Tinguá, unidade de conservação federal existente na cidade, mudas nativas da Mata Atlântica, além de ter sido disponibilizado um ponto de coleta de lixo eletrônico. Outra ação foi a entrega de material informativo sobre o combate ao vetor transmissor da dengue, zika e chikungunya. Participaram mais de 150 alunos de cinco instituições de ensino integrantes do programa Defesa Civil nas Escolas.

A programação também é parte da Semana do Meio Ambiente, que começou na última segunda-feira (03.06) e segue até domingo. O tema deste ano são as mudanças climáticas e suas consequências. Outras ações em escolas, como debates, exposições e aulas temáticas, também serão realizadas. “A ideia é envolver os nossos estudantes, propor o debate e a discussão, reforçando a importância da preservação ambiental. As mudanças climáticas são muito claras e todos nós somos afetados”, frisa o prefeito Bernardo Rossi. A Reserva Biológica do Tinguá, unidade de conservação federal que abrange os municípios de Nova Iguaçu, Duque de Caxias, Miguel Pereira e Petrópolis. São mais de 24 mil hectares de Mata Atlântica divididas entre as cidades. Com a entrega das cartilhas, a prefeitura quer sensibilizar a população sobre a importância de se preservar esses locais. "Além disso, a entrega das mudas também é uma forma de incentivar que as pessoas cuidem da natureza", destacou o secretário de Meio Ambiente, Renato Couto.

Outra ação realizada na Praça Dom Pedro foi a entrega de material informativo sobre o combate ao vetor transmissor da dengue, zika e chikungunya. A atividade foi coordenada pela Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias e contou com a participação de cinco escolas, envolvendo cerca de 150 alunos. “Em todo o Estado estão aumentando os números de casos de dengue, zika, e principalmente, chikungunya. Estamos trabalhando de forma antecipada, orientando os moradores”, afirmou o secretário de Defesa Civil, coronel Paulo Renato.

Dando continuidade a Semana do Meio Ambiente, na quinta-feira, acontece uma mesa redonda no Centro de Cultura Raul de Leoni que vai discutir as mudanças climáticas, as ameaças de incêndios florestais e estiagem, o consumo sustentável e unidades de conservação. O encontro começa será de 14h às 17h e vai contar com a participação de técnicos da prefeitura. Na sexta, um mutirão de limpeza da cachoeira no Caxambu vai mobilizar os alunos do curso profissionalizante do CEBRAC.

No sábado, acontece uma caminhada ecológica guiada no Parque Natural, na Av. Ipiranga. A atividade é gratuita e podem participar pessoas de todas as idades. O local conta com mais de 16 hectares de Mata Atlântica, em duas trilhas para caminhada de dificuldades baixa e moderada, com extensões de 800m e 830m. O encerramento da Semana do Meio Ambiente acontece no domingo (09.03) com uma caminhada ecológica guiada na trilha do Castelinho no Morin. "A programação é gratuita e atende a todas as idades. A participação dos petropolitanos é fundamental para o debate de ideias e conceitos dentro das mudanças climáticas”, completa o coordenador de educação ambiental, Anderson Campos.

#Meioambiente

Tel:  (24) 2242-1558

End : Rua Washington Luiz, 391

Petrópolis - Brasil

@2018 Jornal dos distritos

  • Google+ - Círculo Branco
  • Facebook - White Circle