Com 768 produtores rurais Petrópolis avança com pólo de ensino do Senar em 2019


O Censo Agro 2018 identificou 768 produtores rurais em Petrópolis, uma cadeia produtiva importante para a cidade: desde o fornecimento de produtos de qualidade para a merenda escolar até no atendimento da população nas feiras semanais no Hortomercado Municipal. E, para estimular o crescimento desse setor, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico solicitou a implantação de um polo de ensino do Senar – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural que fornecerá cursos técnicos para agricultores da cidade. Além disso, busca certificações que possam garantir a venda dos produtos petropolitanos em feiras fora da cidade.

Além da instalação do polo do Senar, o poder público vai reformar o Hortomercado Municipal: revitalizar a parte elétrica e melhorar a pintura são algumas das melhorias previstas.

A agricultura também incentivou os produtores rurais para que eles possam participar das licitações do poder público. “O nosso objetivo é oferecer apoio aos 768 produtores rurais. Destes, 104 já fornecem para a merenda escolar e o objetivo é aumentar esse número”, afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini. Até outubro do ano passado, foram comprados 772 quilos de legumes, frutas e hortaliças para a merenda escolar para as 184 unidades da rede municipal.

Outro processo que está em andamento é o de compra de maquinário para o fomento da produção agrícola. Um recurso proveniente do Ministério da Agricultura vai facilitar a compra de máquinas como Arado Reversível 3 Discos, Roçadeira de Arrasto SP2 e Conjunto de Lamina Dianteira para trator.

Outra frente também foi aberta para garantir que famílias que trabalham com produtos artesanais de origem animal, como mel, por exemplo, possam vender seus produtos até mesmo fora do estado, através do Selo Arte – criado através da Lei 13.680/18. Essa preocupação não é à toa: o Censo Agro 2018 identificou em Petrópolis a existência de 11 estabelecimentos produtores de mel e outros 23 que vendem queijos e requeijão. A certificação do Selo Arte prevê uma fiscalização estadual dos produtos. O Departamento de Agricultura está atuando nos estudos sobre o Selo Arte realizados pela Câmara Setorial de Agronegócios da Alerj.

Para 2019 o Departamento de Agricultura estuda, ainda, a criação de um entreposto agrícola, para escoamento da produção e a consolidação de um Banco de Alimentos, com um trabalho intenso para evitar o desperdício, principalmente após as feiras.

“A venda direta ao consumidor também está em foco. Realizamos algumas em 2018 para facilitar o escoamento da produção agrícola na época da greve dos caminhoneiros e deu muito certo. Agora vamos apostar em novas feiras, com destaque para a venda de produtos orgânicos”, garante Bernardo Rossi.

Foto:reprodução G1


Tel:  (24) 2242-1558

End : Rua Washington Luiz, 391

Petrópolis - Brasil

@2018 Jornal dos distritos

  • Google+ - Círculo Branco
  • Facebook - White Circle