banner tere 2
banner tere 2

Super Terê Frutas
Super Terê Frutas

Solar do Carangola
Solar do Carangola

banner tere 2
banner tere 2

1/13

Projeto “Volte a ser feliz” promove a primeira dermopigmentação gratuita para paciente oncológica


O projeto “Volte a ser feliz”, criado pela micropigmentadora Patrícia Bastos em parceria com a empresária Gisele Goulart, teve nesta sexta (25.05) seu pontapé inicial. Uma paciente oncológica assistida pela Fundação Nacional de Combate ao Câncer (FNCC) recebeu gratuitamente o procedimento de dermopigmentação de auréola, que visa trazer ao seio uma de suas principais características (principalmente em casos de masctectomia) e restaurar a autoestima da mulher.

O câncer de mama é atualmente o segundo câncer mais comum entre as mulheres do mundo inteiro, perdendo apenas para o câncer de pele. De todos os casos de câncer por ano, 25% são de mama. A mastectomia é uma forma de tratar a doença, e consiste na retirada cirúrgica de toda a mama. Após a cirurgia, a mulher pode realizar reconstrução para recuperar a aparência anterior, porém, a auréola “desaparece”, tirando uma das principais características do seio.

Pensando nisso, a dermopigmentadora Patrícia Bastos se especializou nos melhores cursos do mercado mundial para realizar na cidade um trabalho social inédio: a pigmentação de auréola, visando devolver à mulher parte de sua autoestima.

“Este trabalho não é apenas estético, mas também de recuperação da autoestima e mobilização social acerca do tema. Temos o seio e o cabelo como símbolos da feminilidade, e muitas mulheres que sobreviveram ao câncer de mama sofrem muito com a falta deles. Muitas vezes, a paciente para até de sair de casa, podendo desenvolver algum tipo de depressão e outros problemas. Por isso, estou trazendo à cidade esta nova técnica, visando devolver a auto estima a mulher, principalmente estas guerreiras que passaram por tanto sofrimento e devem se sentir bem com quem são”, destaca a dermopigmentadora Patrícia Bastos.

A parceria com a Fundação Nacional de Combate ao Câncer (FNCC Petrópolis), uma organização não governamental que trabalha com 86 pacientes oncológicos da cidade, fornecendo medicamentos, apoiando psicologicamente e trazendo atividades aos pacientes e suas famílias. A ong encaminhará à Clínica Patrícia Bastos pacientes que têm interesse na micropigmentação, mas não tem condições de realiza-la, devido ao alto custo do procedimento.

“Nesta sexta, completamos um mês em nossa nova sede, e iniciar esse projeto foi o melhor presente que poderíamos receber para comemorar. Receber o convite para participar deste projeto foi uma surpresa incrível, tanto para a equipe quanto para os pacientes. Este procedimento vai melhorar a vida das contempladas para melhor, sem dúvidas”, disse Roberta Souza, coordenadora da FNCC Petrópolis.


1c1ec9ee-8b53-4c36-8751-134bdbc44c01.jpg