Setor de serviços impulsiona a retomada da geração de empregos no município

16/04/2018

Desde 2008, Petrópolis não tinha um resultado positivo na geração de empregos em janeiro e fevereiro. Nos dois primeiros meses deste ano, foram criados 365 novos postos de trabalho com carteira assinada, de acordo com levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), mantido pelo Ministério do Trabalho. Entre os que conseguiram colocação no mercado, 85% estão voltando a trabalhar após ficarem algum período desempregados. Em janeiro e fevereiro, foram contratadas 3.571 pessoas.  O setor de serviços foi o que mais impulsionou a cidade.

O saldo do setor de serviços foi de 411 contratações acima da quantidade de desligamentos. É o melhor resultado no período em toda série histórica do Caged – iniciada em 2007. Parte desse resultado se explica pela abertura de novos negócios em Petrópolis. Desde o início de 2017, foram criados 1.045 novas empresas de todos os portes, inclusive individuais. Para isso, a prefeitura caminha no sentido de desburocratização, com colocação de segundo lugar entre 11 do estado em avaliação do Sebrae.

Até mesmo o setor de comércio, que sempre apresentou retração de empregos nesta época com o desligamento de funcionários contratados para o período do Natal, teve a menor quantidade de demissões na série histórica: apenas 10. Isso significa a manutenção de grande parte dos empregos gerados entre outubro e dezembro do ano passado no setor, impulsionado pelo Natal l. No fim de 2017, o comércio abriu 312 vagas.

 

Petrópolis tem cerca de 63 mil pessoas trabalhando com carteira assinada. Em janeiro e fevereiro, foram contratadas 3.571 pessoas, enquanto 3.206 foram desligadas de onde trabalhavam. O saldo de empregos em dois meses em 2018 – 365 vagas – representa quase 10% dos postos que foram fechados em cinco anos. Entre 2013 e 2017, a cidade viu 3.357 empregos com carteira assinada sendo extintos.

Daqueles que foram contratados só nos dois primeiros meses deste ano, 3.064 são pessoas que estavam desempregadas e voltaram para o mercado em 2018. A meta do Departamento de Desenvolvimento Econômico é aumentar em 20% número de encaminhamentos para recolocação junto ao mercado de trabalho.

 

A inserção no mercado também pode ser percebida pelo número de carteiras de trabalho que são emitidas no município. Apenas o Departamento de Trabalho e Renda da Secretaria de Desenvolvimento Econômico emitiu o documento para 1.328 pessoas até março.

Para isso, qualquer pessoa deve procurar os dois postos de atendimento do Detra, no Centro Administrativo – Av. Barão do Rio Branco, 2.846 – ou Centro de Cidadania em Itaipava – Estrada União Indústria, 11.860, sala 05. É necessário levar identidade e CPF originais, certidão de nascimento ou casamento e comprovante de residência (com CEP correto). No caso de quem deseja emitir segunda via, também é necessário apresentar número e série da carteira de trabalho anterior (encontrado em rescisões de contrato, extrato de FGTS, folha de seguro desemprego).

O Detra ainda mantém o Balcão de Emprego, uma forma de aproximar candidatos a uma vaga de trabalho a possíveis empregadores. São mais de 11 mil currículos cadastrados, petropolitanos que estão em busca de oportunidade para voltar ao mercado de trabalho.Desde o início do ano, foram feitos 295 encaminhamentos para entrevista de empregos.Os interessados em cadastrar os currículos no Balcão de Empregos da Prefeitura devem fazer a inscrição no site www.petropolis.rj.gov.br. Informações podem ser consultadas por intermédio do telefone (24) 2233-8113.

 

 

 

Curtir
Please reload

Tel:  (24) 2242-1558

End : Rua Washington Luiz, 391

Petrópolis - Brasil

@2018 Jornal dos distritos

  • Google+ - Círculo Branco
  • Facebook - White Circle