Meio Ambiente lança projeto para reflorestar margens de rios em áreas de produção agrícola


A Secretaria de Meio Ambiente, em parceria com a Cervejaria Imperial e a Águas do Imperador, lançou nesta quinta-feira (22.03) – Dia Mundial da Água - um projeto para reflorestar às margens de rios em áreas de produção agrícola da cidade. A proposta é que as empresas custeiem estas ações para 50 famílias de produtores rurais que tenham propriedades próximas a rios, cachoeiras e nascentes, para que façam a recuperação das áreas quando degradadas. A iniciativa busca a redução da erosão e do assoreamento de mananciais no meio rural, melhorando a qualidade e a oferta de água.

"Com esse projeto, trabalhamos em três vertentes: o aumento do volume de água nos cursos hídricos, a educação ambiental nas áreas agrícolas e o principal, que é demonstrar aos produtores rurais da cidade que é possível associar a produção agrícolas deles com a proteção ambiental", explica Fred Procópio, secretário de Meio Ambiente, que também lembrou as dificuldades dos produtores em realizar esse tipo de trabalho.

“Muitas vezes o produtor não tem condições de sustentar essas ações sozinho, o que faz com que elas deixem de acontecer em muitas bacias hidrográficas. A ideia é plantar árvores frutíferas, para que o produtor possa ganhar na venda do fruto”, completa.

Cássio Roberto de Paula, gerente de logística do Grupo Petrópolis, explica que a Cervejaria Imperial vai fazer o custeio anual desta ação. O grupo tem a disponibilidade financeira para apoiar ações que conservem os recursos hídricos. “É uma iniciativa muito interessante. Todos nós dependemos da água para viver. A nossa empresa pensa não apenas no agora, mas também, no que a gente vai deixar para o futuro”, disse.

O próximo passo da Secretaria de Meio Ambiente é identificar as famílias que vivem nessas áreas, com o apoio das equipes da Águas do Imperador. A ideia é atender aquelas que estão situadas a 100 metros das margens dos rios. Para entrar no projeto, serão avaliados o estado de regeneração da floresta e a topografia.

“O produtor, ao aderir ao programa, passa a ser o principal ator na adequação de produção de serviços ambientais. Ele será o responsável por todas as ações executadas na sua propriedade, zelando pelo sucesso delas”, disse Fred.

Foto reprodução Tecnologia e Floresta


Tel:  (24) 2242-1558

End : Rua Washington Luiz, 391

Petrópolis - Brasil

@2018 Jornal dos distritos

  • Google+ - Círculo Branco
  • Facebook - White Circle