Primeiras sirenes do país com tecnologia de alerta de inundações e de quantidade de chuva serão colo


A prefeitura coloca em funcionamento na segunda-feira (18.12) as primeiras sirenes do país com tecnologia de alerta de inundações e de quantidade de chuva simultaneamente. Os equipamentos foram instalados na Estrada do Gentio e Buraco do Sapo, em 2016, mas com crise financeira do estado nunca haviam funcionado. Com uma parceria público-privada por meio da empresa que faz a manutenção de mais 18 sirenes na cidade, os equipamentos nas localidades, atingidas pelas chuvas de 2011 passam a operar para monitorar neste Verão os índices destas áreas.

O prefeito Bernardo Rossi acompanhou a calibragem dos equipamentos nesta quarta-feira (13.12). O controle da altura do Rio Santo Antônio será feito por meio de uma régua linimétrica que indica três estágios de alerta: mínimo, médio e máximo. Além disso, o sistema também vai contar com um pluviômetro, igual aos outros 18 conjuntos de sirenes existentes na cidade, que indica a quantidade de chuva na região.

No momento em que o prefeito esteve no local, o sistema indicava que o espelho d'água estava em 45 centímetros. O acionamento das sirenes acontece quando o Rio chega em 3 metros e pode ser feito de três maneiras: pela internet, manualmente e também por um rádio que funciona em uma distância de até um quilômetro. O equipamento será entregue para um morador voluntário faça parte do Núcleo Comunitário de Defesa Civil (NUDEC).

Mas não basta às sirenes tocarem: a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias já está planejando o treinamento dos moradores em conjunto com o Núcleo Comunitário de Defesa Civil (NUDEC) do Gentio. Segundo o secretário de Defesa Civil, coronel Paulo Renato Vaz, a gestão dos equipamentos será realizado em conjunto com a população.

A prefeitura conseguiu assumir o controle do equipamento graças a uma parceria público-privada com a Gridlab, que também é responsável pela manutenção das outras 18 sirenes instaladas no município. O empresário petropolitano Flávio Bordalo, dono da empresa, comemora a atuação em conjunto com o município. “O mais importante nesse momento é garantirmos que o equipamento esteja funcionando e salvando vidas. O grande diferencial das duas sirenes do Vale do Cuiabá é a medição da altura do rio, ajudando os moradores em caso de inundação”, explicou.

Também estiveram presentes na calibragem do equipamento além do prefeito e do secretário de Defesa Civil, o vice-prefeito Baninho, o presidente da CPTrans, Maurinho Branco e o presidente da Câmara, Paulo Igor.

Fotos: Marcello Santos


Tel:  (24) 2242-1558

End : Rua Washington Luiz, 391

Petrópolis - Brasil

@2018 Jornal dos distritos

  • Google+ - Círculo Branco
  • Facebook - White Circle