Resíduos de agrotóxicos em pauta - avanço na conscientização e vigilância ao uso nos alimentos comer


A prefeitura participou pela 1ª vez da Reunião Geral do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) da Anvisa, em Brasília. O programa foi reimplantado em agosto de 2017 junto com a realização do Seminário de Vigilância da Saúde da População Exposta ao Agrotóxico. São 237 produtos listados para análise que ocorre mensalmente em fiscalizações da Vigilância Sanitária.

O secretário de Saúde, Silmar Fortes, explica que em abril reestruturou o programa de Vigilância da Qualidade da Água (VIGIAGUA) que analisa a potabilidade da água para consumo, além de colher as amostras em nascentes no município. A fiscalização dos índices de agrotóxicos nos alimentos expostos é realizada pela Vigilância Sanitária que coleta as amostras e assim como a água são encaminhadas ao Lacen RJ - Laboratório Central de Saúde Pública do Rio de Janeiro Noel Nutels para análise – até o momento o município vem mantendo os índices de qualidade.

O encontro do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos da Anvisa ocorreu nos dias 06 e 07 dezembro com representantes de vigilâncias sanitárias estaduais e municipais de todo o país, além de analistas dos Laboratórios Centrais de Saúde Pública (Lacens), responsáveis pelas análises do programa. O grupo traçou estratégias para o monitoramento dos alimentos expostos a agrotóxicos e comercializados em todo o Brasil.

O município é o maior produtor de alimentos orgânicos de todo o Estado e a prefeitura tem o objetivo de incentivar essa produção, além de acompanhar a utilização do produto químico ou biológico – comercialização, utilização pelo produtor rural e o descarte de embalagens – para definir ações de promoção, prevenção e vigilância em saúde à população exposta.

A coordenadora da Vigilância Sanitária, Dayse Carvalho explica que o Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos já analisou alguns alimentos que são presentes na alimentação diária dos petropolitanos: arroz, alface, tomate, cenoura, além de frutas como laranja e manga.

A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Elisabeth Wildberger, explica que o Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos faz parte do Plano de Ações de Vigilância da Saúde de População Exposta a Agrotóxicos que prevê a elaboração de material educativo sobre agrotóxicos para produtores rurais, além de cadastro e fiscalização à comercialização, utilização pelo produtor rural e o descarte de embalagens.

“Uma das diretrizes do Plano de Ações de Vigilância da Saúde de População Exposta a Agrotóxicos é fornecer a capacitação para profissionais da assistência para realizar o diagnóstico de intoxicação, além da notificação dos casos junto à Epidemiologia. A Vigilância Sanitária realiza a fiscalização nos produtos que são comercializados, mas a nossa meta é conscientizar o produtor desde o plantio dos alimentos”, reforçaElisabeth Wildberger.


Tel:  (24) 2242-1558

End : Rua Washington Luiz, 391

Petrópolis - Brasil

@2018 Jornal dos distritos

  • Google+ - Círculo Branco
  • Facebook - White Circle