Fiscalização sobre emplacamentos de fora de Petrópolis serão intensificadas

11/12/2017

Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal vão intensificar a fiscalização sobre veículos de moradores de Petrópolis que são registrados em outros estados. A intenção é coibir falsificação ideológica e crimes contra a ordem tributária. Outro objetivo é auxiliar o sistema de monitoramento que será montado no município. As câmeras terão capacidade de identificar placas auxiliando investigações e na busca por criminosos.

Esta atuação foi acertada durante reunião dos delegados da 105ª DP, Cláudio Batista, e 106ª DP, André Lourenço, com o comandante da Guarda Civil, Jeferson Calomeni, e representantes da PM e da PRF em Itaipava. Além de ações de conscientização, foi definido que haverá maior rigor de registro de ocorrências que envolverem veículos emplacados fora de Petrópolis. O Ministério Público e o judiciário também serão envolvidos

“A gente quer evitar que aconteça uma situação que não é rara: identificar um veículo pela placa, mas ao tentar localizar o proprietário, o registro consta em um endereço que não existe. Isso atrapalha muito investigações feitas pela polícia civil”, disse o delegado da 106ª DP, André Lourenço.

Quem faz o registro do veículo em outro município pode cometer falsidade ideológica. Além disso, pode infringir em crime tributário por deixar de pagar impostos devidos. Isso porque, no estado do Rio, a vistoria veicular ocorrer anualmente. Petrópolis fica perto da cidade mineira de Juiz de Fora, por exemplo. No estado vizinho, as vistorias de veículos são realizadas apenas no primeiro emplacamento e em caso de transferência de propriedade. Quem procura fazer o registro do automóvel para fugir do pagamento da taxa de vistoria está agindo de maneira ilegal. Ambos os crimes têm pena de até cinco ano de prisão.

Todos os órgãos que participaram da reunião vão trabalhar de maneira integrada no Centro de Comando e Controle, que vai monitorar 85 pontos da cidade. As imagens das câmeras poderão ser usadas para ajudar no patrulhamento e o serviço da Guarda Civil, da PM e da PRF, bem como para auxiliar em investigações realizadas pela Polícia Civil. CPTrans, Defesa Civil e bombeiros também vão atuar na central.

“É uma central que vai aumentar a segurança de Petrópolis, porque vai contribuir bastante para o trabalho das policiais. A tecnologia que será usada é capaz de reconhecer placas de veículos e, por isso, os petropolitanos devem se regularizar, para que não sejam implicados perante a justiça e não prejudiquem investigações criminais”, afirmou o comandante da Guarda, Jeferson Calomeni.

 

 

Curtir
Please reload

Tel:  (24) 2242-1558

End : Rua Washington Luiz, 391

Petrópolis - Brasil

@2018 Jornal dos distritos

  • Google+ - Círculo Branco
  • Facebook - White Circle